top of page
  • Foto do escritorBruno Chacon

Quanto Custa Implantar o BIM na Minha Empresa?



Custos da implantação de bim

A migração para o BIM (Building Information Modeling) pode parecer um passo desafiador para empresas da construção civil, mas os benefícios a longo prazo são comprovados e o retorno do investimento é considerável. Para auxiliar na tomada de decisão, este artigo oferece um apanhado geral dos principais custos envolvidos na implantação do BIM, como; Equipamentos, custo de softwares e plataformas, preço do projeto em BIM, treinamento da equipe interna para receber os projetos e custos com alteração dos processos internos.

Hardware com requisítos mínimos para trabalhar em BIM:


Sabemos que o hardware ou os computadores que rodam o Autocad de forma satisfatória, podem não conseguir rodar software BIM como o Revit tão bem assim.


Vou mostrar uma configuração balanceada, que serve para trabalhar em projetos de média complexidade:


Processador; Busque sempre por processadores da mais nova geração e com clock mais alto, pois o revit não trabalha com muitos núcleos. Um exemplo;


Intel® Core™ i7-12650H Alder Lake (24MB cache, 3.5GHz ~ 4.7GHz Turbo Boost Max 3.0)


Memória Ram; Aqui quanto mais melhor, sempre buscando a geração mais nova também, pelos nossos testes aqui na Chacon Engenharia, 16gb já dá conta do recado, exemplo;


16GB [2x 8GB - Dual Channel] Memória DDR4 (3200 MHZ)


Disco Rígido: Com certeza um SSD, com espaçõ sucifiente para instalar o windows e os Softarwares de trabalho diários, como Revit, Naviswork e outros, exemplo;


SSD M.2 NVME 512GB - Geração 4 - [ 3.400 MB/s ]



Placa de Vídeo: Se o plano não é renderizar imagens, não precisamos nos preocupar em adquirir a placa mais potente do mercado, um bom exemplo é a;


RTX 4050, NVIDIA GeForce, 8GB GDDR6


Um notebook com essas características, no dia de hoje, que escrevo esse artigo custa R$ 5.900,00 reais.

Montar um desktop pode ser uma boa alternativa, o custo normalmente é mais barato e é possível fazer futuros upgrades, a parte ruim é perder a mobilidade.



Licenças de Softwares BIM:


Temos que levar em consideração a aquisição de algumas licenças, para conseguirmos trabalhar 100% em BIM.


Uma alternativa completa que vai desde os softwares até as plataformas para gerenciar e guardar os projetos, (BCF manager e CDE) é a solução da autodesk, o Autodesk Docs, essa plataforma é um ambiente de dados comuns e gerenciamento de documentos baseado em nuvem da Autodesk Construction Cloud.


Hoje a autodesk possui um pacote que une a ACC (Autodesk Construction Cloud) e a AEC (Architecture Engineering Construction Collection). A AEC inclui Revit, Civil 3D, Autocad, Naviswork, 3ds max, Recap e outras ferramentas, ou seja, todas as ferramentas mais utilizadas na industria da construção.


Essa solução completa custa a bagatela de R$ 12.563,00 reais por usuário, anualmente.


É claro que podemos trabalhar de forma mais barata, utilizando leitores gratuitos de IFC, como Bim Collaborate ZOOM ou a Solução da ACCA, usBIM.

Para o gerenciamento podemos utilizar plataformas como o Autodoc 4BIM, nele é possível gerenciar os BCFs e armazenar os arquivos.


A única questão é que trabalhando com IFC você construtor ou incorporador não consegue fazer nenhuma modificação no projeto.


Treinamentos para Uso dos Softwares BIM:


A principal dificuldade da equipe pela nossa experiência é entender o que o fornecedor está entregando, se está dentro do combinado, ou seja, é conseguir abrir e analisar o modelo BIM.


Com certeza o nível de modelagem e os objetivos dessa modelagem, como extração de quantitativos, clash detection, planejamento entre outros devem ser acordados antes da contratação.


Na Chacon Engenharia sempre elaboramos um PEB pré contrato, PEB é um plano de execução BIM, nele todos os objetivos do projeto e até a forma de como deve ser modelado fica claro para os fornecedores.


Estimamos um custo de R$ 5.000,00 reais, considerando treinamento para elaborar o PEB e o custo de mão de obra dessa pessoa para elaborar o PEB em si. Ainda seria bom considerar o custo de R$ 4.000,00 reais para treinamento de manuseio do modelo, assim a equipe consegue entender o que foi entregue e analisar.


No site da Chacon tem um manual ou guia de contratação de projetos BIM, esse guia ajuda a entender mais detalhadamente o que devemos atentar para fazer uma boa contratação em BIM.



Fazer a compatibilização de projetos, para essa tarefa aconselhamos ter um profissional dedicado, que saiba utilizar o Revit, ou Archicad, e softwares de compatibilização, Clash Detection, como o Naviswork.


Esse tipo de profissional pode custar algo em torno de R$ 4.000,00 a R$ 6.000,00 reais mensais.


Mudança de processos internos para trabalhar em BIM:


Fluxo e processos projetos em BIM

Acredito que essa é a parte mais trabalhosa e que vai demandar mais tempoAdaptação dos processos internos da empresa para o uso do BIM, incluindo criação de novos fluxos de trabalho e protocolos.


Contratação de consultores especializados em BIM para auxiliar na mudança de cultura organizacional. Pela nossa experiência o tempo necessário será de 1 a 3 projetos completos, para a equipe entender todas as etapas até a liberação daquele projeto para a obra.


Costumo brincar que para aprender a jogar de verdade só jogando. Os projetos que trabalhamos aqui na Chacon demoram de 6 meses a 1 ano, então o arco de aprendizado pode levar de 1 ano e meio a 3 anos.


Imagino que esse é o maior custo, e vai depender bem de como a sua empresa é organizada hoje, e qual o nível de complexidade dos projetos.


Vale a pena trabalhar em BIM?


Posso dizer que com certeza vale a pena trabalhar em BIM, posso citar os principais benefícios: 


  • Maior produtividade e otimização do tempo de projeto.

  • Redução de custos com retrabalho e erros de projeto.

  • Melhor comunicação e colaboração entre as equipes.

  • Maior precisão na estimativa de custos e prazos.

  • Visualização 3D do projeto para melhor compreensão e análise.

  • Facilidade na detecção de conflitos e interferências entre diferentes áreas do projeto.

  • Maior controle e gerenciamento do projeto.

  • Aumento da competitividade da empresa no mercado.


Agora se vale a pena você terceirizar boa parte do que lhe mostrei ou fazer tudo internamente, é outra história, te conto o que acho lá na conclusão.


Retorno do Investimento:


Vale a pena implantar o bim?

O retorno do investimento na implantação do BIM pode ser rápido, dependendo do porte da empresa e da maturidade da equipe. Em média, estudos comprovam que o retorno do investimento ocorre entre 1 e 3 anos.


Sendo que o retorno você começa a ver a medida que vai implementando.Você vai começar a ver problemas durante o processo que não estavam mapeados, vai ter uma base de controle dos materiais sólida que vai identificar desperdícios na obra, ou evitar a compra de materiais desnecessários. 


Conclusão:


A implantação do BIM exige um investimento inicial, mas os benefícios a longo prazo são consideráveis. Aumento da produtividade, redução de custos, melhor comunicação e maior competitividade são apenas alguns dos benefícios que o BIM pode oferecer.


Pelo o que percebemos nos últimos 6 anos trabalhando em BIM que o valor gerado com a metodologia BIM, vale mais a pena se você constrói com frequência, ou se os seus empreendimentos são complexos.


Normalmente empresas que atuam no padrão econômico veem grandes benefícios, pois industrializam bastante seus processos, e tem um volume alto de lançamentos.


Empresas que constroem em alto padrão otimizam a obra, prevendo problemas de compatibilização, principalmente em edifícios com várias tipologias e economizam nas compras de materiais.


Se você está pensando em migrar para o BIM, faça um planejamento detalhado e busque o apoio de profissionais experientes para garantir o sucesso da implantação.


Com certeza a Chacon Engenharia pode te ajudar a entender qual o melhor caminho a seguir.



Espero que este artigo tenha ajudado a esclarecer suas dúvidas sobre os custos e benefícios da implantação do BIM!


13 visualizações

Comments


bottom of page